Aprenda a preparar sucos e chás funcionais

Além de queimar gorduras, o chá-verde protege o organismo de várias doenças. Aprenda a preparar essa bebida com mais nutrientes e mais sabor

Quem nunca ouviu falar em chá-verde? Trata-se de um velho amigo de quem quer emagrecer e ainda conservar uma boa saúde. Ele veio direto da China, trazendo consigo uma fama de aliado da dieta, que se deve principalmente às suas propriedades termogênicas, que pisam no acelerador do metabolismo e nos fazem gastar mais calorias. O chá possui flavonoides, catequinas e cafeína, todas as substâncias que ajudam a regular o ponteiro das nossas balanças. Mas dentro dessa lista de nutrientes, um em especial tem se destacado aos olhos da ciência: a epigalocatequina galato, uma catequina que está mais presente nessa bebida. O que os pesquisadores têm percebido é que essa substância se relaciona mais fortemente no processo de transformação das gorduras, uma vez que estimula a ativação do beta-andrenoreceptor, receptor responsável pela quebra de gordura”, explica a nutricionista Paula Crook.

Além disso, essas substâncias trazem todos os bens à saúde creditados ao chá verde. Apesar de todas essas qualidades, há um empecilho que afasta as pessoas a fazerem da hora do chá-verde um hábito: seu sabor é considerado amargo. Mas uma forma de melhorar o gostinho da bebida é misturando-a com sucos, que ajudam a agradar ao paladar e ainda trazem um plus valioso! “O mix aumenta ainda mais o teor de nutrientes em um lanche da tarde”, considera Paula. Ela indica algumas duplas de frutas que vão bem nos chamados “suchás”: abacaxi e hortelã, maçã e canela, melancia e gengibre ou maracujá e couve.

 Benefícios poderosos

Afasta o câncer: o efeito antioxidante atua nas células, já que os radicais livres podem fazer com que elas sofram mutações em seu DNA e até tornem tumores. “Os polifenóis, bioflavonoides e fitoquímicos inibem essa atuação, auxiliando na prevenção”, explica a nutricionista Nicole Trevisan, voluntária da ADJ Brasil Diabetes.

Ajuda na digestão: a bebida auxilia na saúde do fígado. “Ao estimular o órgão, ele trata o intestino e acelera a digestão”, diz a nutricionista Nicole. Ela colabora com a microbiota intestinal, ou seja, as bactérias do bem que ajudam no trabalho do intestino e também aumentam nossa imunidade.

Bom humor garantido: um aminoácido chamado teanino, presente no chá-verde, faz a alegria de quem o toma. Isso porque ela aumenta os hormônios dopamina e serotonina, que melhoram a sensação de bem-estar e reduzem a tristeza. Além disso, esses hormônios normalmente estão em baixa em quem tem depressão.

 Leia este texto na integra no Revista Viva Saúde>>

Por: Natasha Franco
Fonte: Revista Viva Saúde

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*