Má circulação sanguínea: causas e consequências

Se você sofre com sintomas tipo retenção hídrica, dores nas pernas, celulite, varizes e varicoses, o real problema pode estar na circulação do sangue.

A fadiga e colesterol alto são mais algumas consequências da má circulação sanguínea.

Vários fatores podem causar o problema: a genética, o sedentarismo e, claro, maus hábitos alimentares.Para auxiliar a boa circulação do sangue, invista bastante na hidratação e em alimentos que ajudem a manter a integridade dos vasos sanguíneos:

Vitamina C – Frutas como Goji berry, acerola, kiwi, abacaxi, etc.
Fortalece as paredes dos vasos sanguíneos impedindo os radicais livres de comprometer sua resistência.

Flavonoides (Quercitina e Resveratrol) – Frutas e vegetais de cores roxas: mirtilo, amora, uva, suco de uva integral tinto, cebola roxa, etc.
Também fortalecem as paredes dos vasos, possuem ações anti-inflamatórias e antioxidantes e são eficientes na prevenção de vasinhos. Ainda, cooperam para o efeito cardioprotetor (habilidade de impedir as atividades de agregação plaquetária e formação de trombose). A ingestão diminui as chances de obstrução nos vasos sanguíneos.

Ômega-3 – Óleo de peixe, peixes frescos como sardinha, atum e pescada, chia e óleo de chia
Auxilia a evitar a formação de coágulos e depósitos de gordura (aterosclerose) nos vasos sanguíneos, aumentando a fluidez sanguínea e reduzindo a pressão arterial.

Vitamina B1 – Gérmen de trigo, levedo de cerveja, grãos, amendoim e leguminosas

Vitamina B3 – Ovos, aspargos, alcachofra, carnes, amendoim, levedo de cerveja, folhas verdes escuras

Cooperam para a vasodilatação sanguínea e como consequência melhora a circulação.

Alho:
Aumenta a fluidez do sangue. A melhor forma de consumi-lo é cru, em saladas, pastas ou então adicionar 2 dentes de alho em uma garrafa escura de azeite de oliva extra virgem.

Lima da pérsia:
Aumenta a circulação linfática, prevenindo retenções hídricas.

ÁGUA:
Essencial para o bom funcionamento do organismo, principalmente no que se refere à circulação.

Continue lendo no Liliane Lau>>

Fonte: Liliane Lau

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*