Peixes e frutos do mar influenciam a sua saúde

Contribuem para a redução dos níveis de colesterol e evitam o diabetes

Além de deliciosos, peixes e frutos do mar são importantes na alimentação. Mas o brasileiro consome pouco. “Cerca de 7 kg por ano por pessoa, abaixo dos 12 kg por ano recomendados pela Organização Mundial de Saúde”, diz a nutricionista funcional Patricia Davidson. Você conhece os benefícios destes alimentos? Descubra o porquê da fama e como eles podem ajudar na saúde!


  • 1
    Elementos importantes para o corpo
    “Os peixes possuem proteína de ótima qualidade, rica em aminoácidos essenciais, que não são produzidos pelo organismo”, explica Patricia. “Possuem vitaminas A e D, niacina e ácido pantotênico (vitaminas do complexo B), sódio, magnésio, cálcio, manganês, ferro e potássio”.  Além disso, são de fácil digestão. Procure ingerir o mínino recomendado: duas vezes na semana.

    Escolha o seu peixe favorito

  • 2
    Ricos em gordura poli-insaturada
    “Apesar de existirem peixes mais gordurosos que outros, têm baixo teor quando comparados às carnes bovina ou suína”, esclarece Patrícia. A gordura do peixe não é igual a da carne vermelha, rica em gordura saturada. “O tipo de gordura predominante nos peixes é a poli-insaturada, com destaque para o ômega-3, presente na sardinha, salmão, arenque e atum, um nutriente anti-inflamatório que auxilia na redução do risco de doenças cardiovasculares, diminuição dos triglicerídeos e colesterol e até na obesidade”.
  • 3
    Auxílio na prevenção de doenças
    Patricia cita uma pesquisa publicada em 2009 na revista American Journal of Nutrition sobre o consumo de peixe por 15 mil idosos na China, Índia, Cuba, República Dominicana, Venezuela, México e Peru. “Os resultados mostraram que o consumo está associado a um menor risco de demência, como a doença de Alzheimer. E o grande responsável por isso é o ômega-3, por possuir atividade anti-inflamatória, neuroprotetores e antioxidantes”.
  • 4
    Frutos do mar: longe da imagem de vilão
    “Todos são excelentes fontes de iodo, proteínas e fósforo”, explica a nutricionista Mônica Dalmácio. Ela ressalta, porém, que não devem ser consumidos diariamente. O camarão, por exemplo, “possui um teor médio de colesterol. Podemos saboreá-lo a cada 15 dias em preparações ensopadas sem culpa”, libera. “Os frutos do mar são muito saborosos e caem bem em molhos para massas e outros peixes, com risotos”, diz Mônica.

    Frutos do mar para todos os gostos

  • 5
    Fuja da fritura e abuse dos temperos no preparo
    Procure fazer o peixe assado, grelhado ou cozido. “Se fizer frito, perderá a maior parte dos benefícios”, diz Patricia. É uma carne que pega bem o sabor dos temperos, como tomilho e alecrim. Outras ideias de preparo sugeridas pela nutricionista: “No forno, em forma de moqueca, peixe com purê de batata, peixe grelhado ou assado no papel ou em folha de bananeira”.

    Incremente sua receita com temperos

GNT Saúde

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*