Plantas brasileiras para o tratamento da celulite

Pesquisas confirmam que Marapuana e Catuaba, plantas nativas brasileiras, podem ser poderosas armas na guerra contra a celulite.

Marapuama e catuaba — duas plantas nativas que já eram conhecidas e utilizadas pelos índios por suas propriedades medicinais são reconhecidas pela ciência para combate aos indesejáveis efeitos da celulite.

A constatação veio da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo. Lá a farmacêutica industrial Idalina Salgado- Santos submeteu 40 mulheres com hidrolipodistrofia ginóide, nome científico do problema, a um tratamento de 60 dias com um creme à base de seus extratos vegetais.

Ao final de cada mês, as voluntárias foram avaliadas por médicos que notaram dois efeitos. Primeiro, os extratos conseguiram aumentar a temperatura das regiões acometidas pela celulite, que costumam ser mais frias do que o resto do corpo. “Essa alteração foi o indício de que a microcirculação da pele tinha melhorado”, afirma a professora de cosmetologia Maria Valéria R. Velasco, que orientou o trabalho. Além disso, houve a redução de cerca de 1 centímetro nas medidas das áreas tratadas.

NA HORA DE APLICAR

  • Disciplina, muita disciplina. É imprescindível que o produto seja aplicado todos os dias.
  • Na hora de passá-lo, faça uma massagem com movimentos circulares, usando a ponta dos dedos.
  • Aplique-o de baixo para cima. Isso estimula a circulação sangüínea.
  • Evite toques agressivos. Eles podem piorar ainda mais a situação, causando flacidez.
  • Use o creme sempre logo após banho, quando a pele fica mais permeável.
  • Procure um especialista para que ele faça a prescrição da melhor fórmula para o seu caso.
  • O tratamento deve ser feito por no mínimo dois meses para melhorar a eficácia de um creme anticelulite

 

Leia mais em Saúde é Vital
por Thais Szegö

Conheça os produtos da Invel para o tratamento da celulite.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*