Gravidez: cuidados com a pele devem ser redobrados

O orgulho de ver a barriga crescer é uma sensação maravilhosa. Em contrapartida, as alterações no corpo durante a gestação são mais visíveis a cada dia e costumam trazer certa preocupação às futuras mães. Na pele, mudanças hormonais podem provocar manchas, estrias, acne e celulite antes e depois do parto. Muitas vezes, a prevenção é o melhor remédio.

Segundo a médica especialista em dermatologia estética Daniela Landim, não são todas as mulheres que apresentam alterações na pele, mas a maioria, em um determinado momento, apresenta irritação, eczemas, alergias, pele ressecada e manchas em alguma parte do corpo.

Todas as grávidas têm alterações na pele?
Segundo a médica especialista em dermatologia estética Daniela Landim, durante a gestação a pele fica mais suscetível a ter manchas devido às alterações hormonais. ‘Se houver exposição demasiada ao sol e uso incorreto do filtro solar, a chance do aparecimento de melasma (manchas escuras na pele) é alta’, destaca Daniela.

Por que algumas grávidas ficam com a pele mais sedosa e outras não?
Durante a gestação, por mudanças hormonais, vasculares e imunológicas, a pele pode se alterar entre muito oleosa a bem seca – neste caso, o melhor é evitar banhos demorados e com água muito quente.

Porém, algumas sortudas ficam com a pele mais sedosa e lisa. Por que isso ocorre? ‘A explicação é que, durante a gravidez, aumenta a oleosidade’, explica a dermatologista. Outra alteração comum é o rubor que, devido ao aumento da vascularização, fica evidente durante a gestação.

Grávidas após os 40 anos sofrem mais com mudanças na pele do que as jovens?
As gestantes mais jovens costumam sofrer mais pela soma das alterações hormonais, sendo frequente o aparecimento de estrias, da acne gestacional e do melasma (manchas escuras na pele).

Quais os cuidados para as grávidas que já têm manchas na pele?
O ideal é o uso de filtro solar diariamente e reaplicá-lo de 4 em 4h. E não se expor ao sol, uma vez que apenas a restrição aos raios UV evitará o aparecimento de mais manchas na pele.

Dá para evitar as estrias durante a gravidez?O aparecimento de estrias depende de alguns fatores que vão desde alterações hormonais e excesso de peso à falta de hidratação. As regiões mais afetadas são a região abdominal, as áreas próximas à cicatriz umbilical e flancos.

A ginecologista-obstetra Bárbara Murayama não recomenda o uso de receitas caseiras como óleo de azeite ou fórmulas mirabolantes para o tratamento das estrias. ‘Manter a pele hidratada ajuda a prevenir, mas não indicamos azeite de oliva ou fórmulas caseiras. São indicados outros óleos, como o de amêndoas, ou cremes hidratantes e é de grande importância hidratar a barriga principalmente durante os últimos três meses’, recomenda Bárbara.

A celulite aumenta ou piora durante a gestação?
As celulites surgem por causa de nódulos de gordura que se formam na região subcutânea da pele. Elas impedem a oxigenação e a nutrição celular, o que causa o aspecto de ‘casca de laranja’ da pele. ‘A celulite tende a aumentar, sim, durante a gestação devido ao acúmulo de líquido, edemas e pequenas congestões dos vasos’, avalia a médica.

Uma boa alimentação ajuda a conservar a pele lisa e uniforme?
‘De modo geral, uma alimentação equilibrada ajuda a pele em qualquer idade. A gestante deve conversar com uma nutricionista, mas os cuidados básicos iniciam com a hidratação’, recomenda Daniela.

A grávida pode implementar desde já na rotina alimentar: beber bastante água, isso elimina toxinas, e incluir na dieta castanha-do-Pará e trigo que combatem os radicais livres. As folhas verde-escuras e a sardinha têm cálcio e ajudam no combate à flacidez, já as frutas e os alimentos ricos em vitamina C mantêm a pele boa na gestação.

Cuidados diários durante e após a gravidez
Na gestação, alguns cuidados são fundamentais para manter uma pele linda e saudável. O filtro solar deve ser aplicado diariamente a partir do fator de proteção 30, considerado de alta proteção, mas o pecado mortal é não reaplicá-lo a cada 4 horas. Além disso, evite o sol das 10 às 16h e procure usar sempre chapéu e óculos de sol.

Continue lendo no Tempo de Mulher>> 

Fonte: Tempo de Mulher

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*