Raio X da celulite

O dermatologista Marcos Bonassi explica o que a celulite causa não só na pele, mas também nas estruturas que ficam sob ela

Quando o assunto é celulite, as mulheres são as maiores vítimas, já que os homens praticamente não têm o problema. Quase sempre, o aumento de peso está associado ao problema. Mas essa não é uma regra, porque a celulite não poupa nem as magras.

As partes do corpo mais afetadas são a região dos culotes, do quadril e das nádegas, mas há casos em que a celulite também se instala nas coxas e até mesmo nos braços.

Apesar do sufixo ite, a palavra celulite não significa necessariamente que exista uma inflamação – pelo menos não do jeito tradicional, quando o local afetado fica dolorido, avermelhado e, muitas vezes, até com a temperatura mais alta que a do resto do corpo. “Existe um processo inflamatório, sim, mas que acontece no nível celular, invisível aos olhos”, diz o dermatologista Marcos Bonassi.

Segundo o dr. Bonassi, o que se sabe é que, a celulite, provoca uma espécie de aprisionamento das células de gordura que estão no tecido subcutâneo por fibras – os chamados septos – que se formam entre a derme, que fica logo abaixo da epiderme, a camada externa da pele, e a musculatura. Nos pontos em que esses septos se localizam, tracionando a derme para baixo, formam-se depressões – os famosos “furinhos” – que dão à pele aquele aspecto ondulado. “Nos locais em que há celulite, observa-se comprometimento da microcirculação, o que retarda a drenagem linfática e contribui para a piora do quadro”, explica o dr. Bonassi. Essa diminuição da circulação linfática deixa as células de gordura mais cheias e elas se comprimem no meio desses septos. Quando ocorre aumento de peso, a situação se complica, porque as células gordurosas ficam maiores, ainda mais cheias de gordura, aumentando a compressão que existe entre elas. O dr. Bonassi esclarece também que celulite e gordura localizada não são a mesma coisa. “Na gordura localizada, existe aumento do volume da região atingida, mas não os furinhos que aparecem nos locais afetados pela celulite” , finaliza.

Dr. Marcos Bonassi
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia
Membro da Academia Americana de Dermatologia.                                                                       

Contato: 3088-0668

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*