Salsinha faz bem para o coração

A ciência confirma o que nossas avós já sabiam faz tempo: além de diurética, a salsinha tem substâncias que deixam o sangue mais fino.

Um pouco de salsa por dia, todos os dias. Para temperar os pratos, como nossas avós costumavam fazer. Entre as gerações mais antigas, a salsinha também era usada para fazer chá. O objetivo? Ajudar a expelir pedra dos rins. É isso mesmo: a salsinha também atua como diurético. E age como anticoagulante, ou seja, afina o sangue, como se diz “no popular”

Estudos realizados no Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) comprovaram que essa erva pode realmente ajudar a combater as doenças cardiovasculares, mal que atinge 30% da população mundial. Alguns componentes químicos presentes na salsa agem impedindo a formação de coágulos – são eles entopem os vasos, causando derrames.

Na verdade, quanto se deve consumir todos os dias para conseguir esses efeitos, não importa muito. Fundamental é colocar salsa na comida diariamente – nem que seja um pouco. No caso, o que vale é a constância, não a quantidade.

 Fonte– Globo.com

 

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. arnaldo brito disse:

    realmente está ocorrendo uma mudança para melhor, quando se receita alimentos, chas, para que tenhamos uma saude boa e consequentemente, uma vida loga e saudável, – recomnenda-se, use devagar e sempre- tudo isso já INDICAVA HIPOCRATES, QUE O ALIMENTO SEJA SEU ÚNICO REMÉDIO.
    ABRAÇO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*